05/07/2010

Felimare bilineata (Pruvot-Fol, 1953)

© 2011 João Pedro Silva
Felimare bilineata (Pruvot-Fol, 1953)
[Hypselodoris bilineata]

Ordo: Nudibranchia
Subordo: Doridina
Familia: Chromodorididae


Mais uma das espécies do género Felimare do grupo (informal) dos "azuis do Atlântico". Distingue-se por apresentar duas linhas paralelas amarelas dispostas longitudinalmente sobre o manto, unindo-se à frente dos rinóforos. O manto apresenta uma orla amarela com uma fina linha escura no lado interior, podendo apresentar também manchas azuis mais claras. O lado posterior dos rinóforos apresenta uma linha amarela, à semelhança de F. cantabrica, mas restricta à base. As brânquias apresentam duas linhas amarelas no lado externo e uma no lado interno. A espécie tem alguma variação na regularidade das linhas sobre o manto ao longo da sua área de distribuição (Mediterrâneo Ocidental, Atlântico adjacente e costa Oeste Africana). Também pode ser confundido com F. tricolor e F. fontandraui, das quais se pode distinguir mais facilmente por estas não apresentarem marcas amarelas no lado posterior dos rinóforos.



recente trabalho de Rebecca Fay Johnson e de Terrence M. Gosliner reviu a filogenia desta família pelo que os membros atlânticos do género Hypselodoris foram reclassificados no género Felimare. Assim, a mais recente classificação desta espécie é Felimare bilineata.



One of the species of the Felimare genus of the (informal) group of the "Atlantic blue chromodorids". It can be distinguished by the two paralel longitudinal yellow lines on the mantle joining ahead of the rhinophores. The mantle has a yellow edge with a thin dark line on the interior side and can also present lighter blue areas. The posterior side of the rhinophores shows a yellow line similar to F. cantabrica but restricted to its base. The branchia show two yellow lines on the external side and one on the internal side. The lines on the mantle may vary throughout its distribution range (Western Mediterranean, nearby Atlantic and West Africa). It can also be mistaken by F. tricolor and F. fontandraui, from which it can be more easily distinguished due to the lack of yellow markings behind the rhinophores in these two species. 



The recently published work by Rebecca Fay Johnson and Terrence M. Gosliner has reviewed the phylogeny of this family so the atlantic members of the Hypselodoris genus are reclassified under the Felimare genus. Therefore, the most recent classification of this species is Felimare bilineata.



Sem comentários:

Publicar um comentário